Últimas Postagens

8 de maio de 2017

Desculpe o incomodo, mas a gente precisa falar sobre o PDF!



Essa semana que passou aconteceu algo que ocorre muito no mundo literário: vazamento de PDF das obras, sejam físicas ou em ebook. Diante disso em um debate bem legal com as meninas no grupo e Blog Lunáticas por Romances começamos a debater o assunto, e para minha total SURPRESA descobri algumas coisas sobre os “supostos” vazamentos de PDF que não é muito o que parece, mas antes da gente entrar no mérito da questão e eu contar para vocês o que foi que aconteceu, vamos falar sobre a infinita briga de autores X leitores?

Antes de a gente entrar no assunto vamos entender alguns dados sobre o mundo Literário?

Um pesquisa efetuada em 2015 mostra que 44% da população brasileira não lê, e 30 % nunca comprou um livro, os outros 56% leem entre 4 a 5 livros por ano.


O Brasil é um país que não investe em Literatura, não existe lei que proteja os autores e nem um programa que vise incentivar a leitura, a não ser a dos grandes clássicos.
Um povo que não é incentivado a apreciar a leitura, logo não vai ler, logo não vai comprar e contudo o mercado editorial se torna escasso, sem investimentos e obriga o autor a investir em si próprio.

No balanço do tema, nós ainda temos um seleto grupo de pessoas que gostam de ler, e fazem de tudo para ter um livro. Dentro desse seleto grupo nós temos pessoas com condições de comprar o livro que quiser, pessoas que compram quando dá, e pessoas que infelizmente não possuem condições financeiras de adquirir, e quando o fazem é de algum autor que conhecem.

Com esse pouco de dados já podemos ter a realidade do autor brasileiro “Ele investe e muitas vezes não tem retorno”, hoje ainda, temos autoras que já conseguem viver de suas obras e isso gente é uma vitória pra qualquer autor.

Entrando agora diretamente no assunto “Vazamento de PDF” nós precisamos não apenas discutir as questões legais de ser pirataria e ser considerado crime, é preciso entender a realidade que vivemos como citei no paragrafo acima. Nessa semana passada, um post da querida Scar Miranda me chamou a atenção e depois conversando com ela entendi o porque estava tão brava.

Resumindo: autoras que estavam se queixando do “vazamento” do PDF do seu livro fez textão no facebook e no outro da já estava como mais vendido da Amazon, em seguida fui esclarecida que muitas autoras usam de um “vazamento” como estratégia de “marketing” para assim vender mais. Como não me contento em apenas me contarem fui atrás para saber, então nos grupos de autores e leitores procurei os autores que lançaram livros entre Março e Abril e se havia algum vazamento de seus PDF, para a minha surpresa pelo menos 6 lançaram, reclamaram do vazamento e na mesma semana estavam entre os mais vendidos. Eu sentei, respirei e fiquei chocada. Porque? Simples, me graduo esse ano em Gestão Comercial com habilitação em Marketing e usar de “falso acontecimento” ou “ato primeiramente prejudicial” para se promover é propaganda enganosa, induz o leitor a comprar algo que talvez ele não queira ou não possa comprar no momento. Resumindo: tiro no pé. Autores e autoras reclamam de vazamento, mas usam disso pra se promover.

Como falei no texto publicado no grupo Lunáticas por Romances, eu, Mai Passos G escrevo porque amo, porque eu quero, porque me faz feliz e porque é meu sonho. Fama e Dinheiro já foram sim no inicio meu principal objetivo, mas chegou a um ponto em que a gente encontra na escrita algo além disso. Repito: dinheiro acaba, fama também, a gente morre e não leva nada. Escrever e publicar é o sonho da minha vida, quem me conhece na parte privada da minha vida sabe a batalha que é para fazer as pessoas a minha volta entender isso, mas compreendi que meu maior desejo é que as pessoas me leiam, que elas entendam a minha história, que sejam tocadas por ela.

Há um tempo atrás eu defendi muitas autoras que tiveram o PDF vazado, afinal, precisamos sim entender que existe tempo, dinheiro, amor e dedicação ali naquele trabalho, e que precisamos sim entender que os livros precisam ser comprados, mas na contrapartida disso tudo nós também temos leitores, que tem que ser respeitados não importa se ela compra seu livro físico, ebook ou acaba lendo em PDF e sabe porque?

Porque se esse leitor gostar de ti ele vai comprar teu trabalho, seja físico ou ebook, e ele vai continuar seguindo teu trabalho e adquirindo seus outros trabalhos e vai ser fiel a você pro resto da tua vida e porque eu digo isso? Eu já li muito PDF sim, até de autor nacional, e os que lançaram físicos e eu gostei estão TODOS na minha estante: Bianca Briones, Milla Wander, Carina Rissi e entre outros. É preciso também entender que hoje na atual realidade da literatura no Brasil nenhum leitor vai adquirir um livro sem antes conhecer previamente algum trabalho do autor. O livro físico no Brasil custa em torno de 30 a 50 reais; comprado em livrarias, se compras pela internet ainda corre o risco de pagar um frete altíssimo. No caso do ebook, muitos são vendidos pela Amazon que aceita cartão de crédito tradicional e pré-pago e cartão de débito, mas muitos não tem essa informação, ou realmente precisam priorizar outras coisas que sejam, e por mais que custe 1,99 os livros, esse 1,99 pode fazer falta, acreditem.

Queridos autores nacionais que eu amo, respeito e admiro: não estou desmerecendo o seu trabalho por você querer ganhar dinheiro e ter fama, estou sendo HONESTA sobre a nossa realidade e meu ponto de vista como autora, leitora, e graduanda na área de vendas e marketing.

Não usem o vazamento de PDF contra vocês e não usem isso para se promover, não afastem os leitores de vocês tragam eles para perto, usem esse PDF a favor, você pode ganhar muitos amigos e leitores fiéis. Usem da “tragédia” uma maneira de te ajudar como autor, mas de uma forma correta e limpa. Textão no facebook não vai resolver isso, afinal o PDF sempre vai existir.

Não critique, não ofenda e jamais falte com respeito porque alguém lê PDF um dia você já foi leitor e um dia você já leu sim PDF, não adianta mentir, afinal, quem nunca leu PDF dos grupos de traduções de livros que nunca chegaram no Brasil? Ou não conseguiram esperar a tradução chegar por aqui?

Reflitam!


E como campanha estou deixando meu livro “Sofia” em PDF disponível para download para quem quiser ler e conhecer meu trabalho, mas quem quiser ajudar a autora e comprar ou ler pelo Kindle Unlimited está disponível na Amazon.


4 comentários:

  1. Simplesmente perfeito!!! Sabe as pessoas tem que aprender a conviver com a crise que de instala no Brasil e não pirar a cada coisa que aparece no caminho.

    ResponderExcluir
  2. Oi
    amei o texto.
    Eu sou uma leitora e tenho pouca condição financeira e sei a importancia de PDF.
    Conheci autores otimos e alguns dos livros que eu li estão hoje na minha estante.

    Se um dia eu realizar o meu sonho de ser escritora eu não ligaria de disponibilizar em Pdf pois eu ja estive ( e estou) no outro lado.
    O Pdf não é inimigo do livro fisico como muita gente parece encarar.

    Beijos

    Meu mundinho quase perfeito

    ResponderExcluir
  3. Olá! Parabéns pelo texto. Sou blogueira e consegui publicar meu livro agora. Não condeno quem lê apenas em PDF, sempre digo que o importante é ler. Como você disse acima: nos uso país não estimula o hábito de ler. Já li muito PDF, leio muito ebook, leio físico também. Mas, muitos não podem pagar. Eu acho muito legal quando o autor disponibiliza sua obra gratuita na Amazon, é uma forma de apresentar sua obra. Parabéns novamente.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pelo texto: coerente, respeitoso e atencioso. Tive a oportunidade de conhecer seu livro Sofia e sou sua fã. Leio muito tanto físico quanto em pdf e e-book. E sempre prestigio meus favoritos os comprando, sendo que a maioria li antes em pdf. Super beijo e que você continue sendo iluminada!!!!

    ResponderExcluir