Últimas Postagens

2 de abril de 2017

#NãoSejaUmPorque: você provavelmente já foi.





No dia 31 de Março a Netflix lançou logo pela manhã a série original “13 Reasons Why” em tradução livre “13 Razões do Porque”, baseada no livro de mesmo nome do autor Jay Asher.
A cantora Selena Gomez adquiriu os direitos do livro e em parceria com a Netflix lançou a série.

Desde seu lançamento há menos de 72 horas e série já é um sucesso no mundo inteiro e é o assunto mai comentado nas redes sociais.

A pergunta que não quer calar é “Porque a série é um sucesso tão rápido?”
A resposta vem muito simples: ela é real.





A série acompanha Clay, um jovem menino que recebe um pacote. Ao abrir encontra fitas cassetes, ao ouvi-las descobre que foi gravada pela amiga e paixão de escola Hanna Beker que cometeu suicídio. Nas fitas Hanna narra os 13 porquês que a levaram a tirar a própria vida.
Em uma série que se passa em um ambiente escolar, descobrimos que um "simples brincadeirinha" pode se tornar em uma sucessão de acontecimentos sem controle.



Li o o livro em que a serie se baseia há 7 anos, e o mesmo não mexeu tanto comigo quanto a série. É muito fácil imaginar o personagem e sua dor enquanto estamos lendo, tentamos a todo o custo minimizar aquele desconforto de quem sofre, porém quando os personagens ganham rosto e voz na TV tudo se mostra de outra perspectiva e então a dor do personagem pode ser sentida em seu estado real.

13 Reasons Why fala sobre bullyng, mentiras, machismo, culpabilização da vítima e a banalização da depressão e do suicídio. Além de abordar assuntos como a objetificação do corpo da mulher. É uma SURRA de lições.



Acredito que o grande sucesso da série se reflete em o quanto eles foram reais ao mostrar a história da Hanna e o quanto fofocas e mentiras podem prejudicar alguém. Que existe sim opressão, e que muitas vezes, quem não comete o ato de oprimir, assiste e não faz nada.

É uma analogia a realidade da violência escolar, não só nos EUA, mas no Brasil também, onde crianças matam-se entre si.

Tratando com bastante cuidado a série transmite uma mensagem direta e real de responsabilidade social e empatia. Em 13 horas de série é possível se questionar até quanto uma pessoa pode aguentar ser humilhada, oprimida e tratada como se fosse um animal enjaulado? Até quando a pessoa pode suportar que encham seu copo de água. O que acontece quando ele transborda? Porque adolescentes são tão cruéis por coisas tão fúteis? Qual o problema dessa geração que não consegue sentir empatia?


Os 13 Porquês de Hanna tornam-se, os 13 motivos de muitos outros jovens em nossa sociedade. De forma limpa e honesta a série debate assuntos reais, cotidianos e não discutidos.

Porque a morte é a solução para essas pessoas? Qual é o momento em que você deixa de sentir nada? Qual é o ápice para uma atitude tão radical?

Hanna tentou, mas ninguém quis ouvi-la.

13 Reasons Why faz te questionar: será que já fui um “Porquê?”




#NãoSejaUm Porque





Nenhum comentário:

Postar um comentário