Últimas Postagens

26 de outubro de 2015

Dia Um


Eu senti tudo despencar. Senti a avalanche descendo a montanha e me levando junto. Então ela me deixou na beira do precipício, eu não tinha escolha, eu me joguei. Joguei com tanto medo de morrer, com tanto medo de não conseguir ver mais, respirar mais. O pior? Isso aconteceu em vida.

Eu tinha tudo, tudo o que eu queria, e isso foi me tirado. Eu tinha um trabalho bom, bons amigos, e estava apaixonada. Bom, pelo menos os amigos ficaram.

O resto se foi. Se foi como o sol em dia de chuva, como o repuxo do mar. Se foi como a morte, para nunca mais voltar.

Eu me senti vazia. Quando vi os remédios, estavam entrando. Junto com eles vierem a calma, a paz. Uma paz comprada na farmácia, pelo receituário do psiquiatra.

Eles me tiraram tudo, a dignidade, o foco, a determinação, o orgulho.

Não sobrou nada. A não ser, claro, os cacos. Os meus pedaços. Ficou tudo pelo caminho. Os sonhos, a esperança, a beleza, a alegria, a felicidade o amor.

Não sobrou nada.

Não restou absolutamente nada.

Eles ficaram com tudo.

E esse foi só o primeiro dia.

- Mai Passos G

Um comentário:

  1. O dia 1 foi pior que o dia 2 e o 3 melhor que o 2 e assim por diante........., vou esperar os próximos dias.

    ResponderExcluir